Bem-vindos ao nosso blog!

EU QUERO PLANEJAR A MINHA CARREIRA! Cadastre-se e tenha acesso a todas as nossas informações.

 
 

Não quero, obrigado.

O Perfil Pesquisador - Coaching para Biomédicos com Marcos Schott

O Perfil Pesquisador

Biomedicina , Carreira , Dados científicos | Por: | 8 jun 2016 | 0 Comentário

A curiosidade não mata o gato. A curiosidade, as dúvidas e incertezas é o que vem fazendo o homem evoluir nos últimos milhares de anos. Entender as coisas, como elas são feitas, da onde vem,  essa inquietude é uma das qualidades que nos torna humanos. O perfil pesquisador está dentro de todos, alguns mais, outros menos. Acredito que as pessoas que optam pela Biomedicina são aquelas que tem esse perfil mais acentuado. Cada vez mais teremos que estimular nosso lado pesquisador, afinal, o mundo está mudando e tudo aquilo que sabemos e conhecemos pode "mudar" a qualquer momento.

Desde os primórdios os seres humanos se mostraram curiosos. Essa curiosidade tem nos feito evoluir exponencialmente, desenvolvendo tecnologias e habilidades. A busca por respostas para essas perguntas que de alguma forma nos inquietam tem evoluído também. O processo da pesquisa hoje está estruturado, existe metodologia e formato, existem pessoas que vivem disso e ensinam outros, existem canais e veículos de divulgação desse trabalho, virou uma indústria com regulamentação e investimento do governo através de instituições como o CNPQ - Centro de Desenvolvimento Científico e Tecnológico e Capes - Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Esses órgãos oferecem apoio financeiro para a realização de material científico.

O "CNPQ" dos Estados Unidos - National Institute of Health (NIH), é composto por diversos departamentos. Um delesé responsável por calcular o impacto econômico dos projetos de ciência que o governo financia.  O último estudo deles apontou que em 2011, o investimento de US$ 3,8 bilhões do governo americano no Projeto Genoma Humano reverteu em outros US$ 796 bilhões, criando 310 mil empregos. Isso sem falar no início de uma revolução genética mundialmente. Isso quer dizer que pesquisa gera renda, valor e proporciona, além de empregos e novas ferramentas, um novo cenário.

Ao ver esses dados, percebo como somos pouco direcionados à pesquisa enquanto estamos ainda na escola. As crianças, se estimuladas a serem curiosas, podem naturalmente encontrar respostas e novas soluções para as situações que enfrentam. Eu fiquei muito feliz quando meu filho Caio me contou que havia ganho o primeiro lugar na feira de ciências em sua escola. Ele e seus colegas de apenas 11 anos, conseguiram reproduzir uma receita de plástico biodegradável feito à base de batata. Nunca havia visto ele comemorar algo com tanta alegria, nem quando ele havia ganho competições de corrida no X-terra.

Isso me faz enxergar que se estimularmos desde cedo o perfil pesquisador das nossas crianças e investirmos na pesquisa como uma alavanca econômica, resolveremos muitos problemas de hoje, como empregos, assim como problemas do amanhã, como a produção de plástico biodegradável. O Biomédico, por ter o perfil pesquisador em sua essência, deveria levar essa premissa à um nível mais elevado, valorizando e mudando este cenário e os próximos. Você tem desenvolvido seu perfil pesquisador?

 

Grande abraço!

Marcos Schott

Criador do DPCB

QUERO PLANEJAR A MINHA CARREIRA! Clique aqui para começar AGORA!

COMPARTILHE


Sobre o Autor


Foto Autor

Marcos Schott

Minha missão de vida é ajudar pessoas a desenvolverem-se pessoal e profissionalmente e espero poder ajudar você também! [Saiba mais]

Paginação entre posts

Comentários


Deixe o seu comentário