Bem-vindos ao nosso blog!

EU QUERO PLANEJAR A MINHA CARREIRA! Cadastre-se e tenha acesso a todas as nossas informações.

 
 

Não quero, obrigado.

O Biomédico do Futuro - Coaching para Biomédicos com Marcos Schott

O Biomédico do Futuro

Biomedicina , Carreira , Dados científicos , Empreendedorismo | Por: | 2 fev 2016 | 2 Comentários

 

Falar sobre Biomedicina e os profissionais que atuam nessa área é sempre delicado. Opiniões à parte, gosto de ir atrás de fatos para embasar as minhas ideias, é raso ficar no "achismo". Digo isso porque no momento que você escolhe um caminho, onde vai investir tempo e dinheiro, deve-se buscar toda informação possível para gerenciar os riscos que podem aparecer.

 

Sim, muitos biomédicos hoje tem salários inferiores a formação ou sequer se inseriram no mercado de trabalho. Vou contar um segredo para vocês: Isso existe em todas as profissões. A ideia de que com um canudo de graduação temos emprego garantido é algo que fazia sentido a uns 20, 30 anos atrás, no ápice da era industrial. A questão é que os tempos mudaram. Teremos que repensar várias verdades absolutas.

Uma das verdades a ser repensada é o próprio formato de trabalho. Empresas estão cada vez mais horizontais, multidisciplinares, não-lineares, de acordo com o futurista Tiago Mattos. Teremos que nos readaptar. Funções lineares, repetitivas e mecânicas estão cada vez mais automatizadas. Se por acaso você tem uma função desse tipo, abra os olhos. Há 100 anos atrás, uma profissão muito comum era a de acendedor de lampiões. Como não havia a tecnologia da eletricidade, pessoas altamente treinadas realizavam todas as noites a função de ascender as lamparinas públicas e depois apagá-las. Nesta mesma época, o alemão Friedrich Miescher isolou pela primeira vez o DNA.

O acendedor de lampiões que não previu que a energia elétrica tornaria-se algo normal, perdeu sua função. Já o que previu, foi estudar elétrica, para poder fazer a instalação e manutenção da rede de iluminação. Quem zombou do Herr Miescher, hoje pediria desculpas, pois aquele louco deu início a era da manipulação genética que afeta e afetará cada vez mais a humanidade.

Sobre o assunto, Richard Susskin, que em 96 escreveu acerca do futuro das profissões, recentemente disse que vê dois cenários logo a frente. Um onde os profissionais vão incorporar a tecnologia como ferramenta e outro onde a tecnologia vai substituir o profissional. Tudo é uma questão de se repensar verdades, entender passado e presente para se projetar um futuro, e antecipar-se. Os profissionais de sucesso, com os melhores salários, melhores cargos e projetos, são normalmente os que estão um passo à frente dos outros e não seguem o fluxo coletivo comum.

O fato de procurar um emprego já mostra que você pode estar a um passo atrás. Isso porque a maioria das vagas não são anunciadas. São preenchidas antes mesmo de existirem. Isso faz parte de uma administração eficiente: antecipar problemas. Faz sentido?

Com isso vemos que muita coisa está mudando. O que fazia sentido há poucos anos atrás, já não faz mais. Teremos que repensar o que fazemos e como fazemos, desde a nossa profissão ao nosso estilo de vida. A questão aqui não é como será o Biomédico do futuro, e sim, que tipo de Biomédico você quer ser no futuro?

 

Grande abraço!

Marcos Schott
Criador do DPCB.

QUERO PLANEJAR A MINHA CARREIRA! Clique aqui para começar AGORA!

COMPARTILHE


Sobre o Autor


Foto Autor

Marcos Schott

Minha missão de vida é ajudar pessoas a desenvolverem-se pessoal e profissionalmente e espero poder ajudar você também! [Saiba mais]

Paginação entre posts

Comentários


  1. Alan
    02/02/2016 às 14:25

    Boa tarde,

    Muito interessante e válida reflexão. Só uma sugestão: acho que seria legal pesquisar quais as áreas mais em alta na profissão, e citar uns exemplos de pessoas que tiveram sucesso em áreas mais difíceis. Uma correção também: o correto é "acendedor" não "ascendedor".

    Obrigado.

    • Marcos Schott
      04/02/2016 às 13:18

      Fala Alan! Beleza?

      Valeu pela leitura e pelo feedback! Realmente, é muito importante saber de áreas que estão em alta na Biomedicina. Vou falar muito em breve sobre isso. Fique ligado!

      A respeito do português, valeu pelo toque!

      Grande abraço!

Deixe o seu comentário