Bem-vindos ao nosso blog!

EU QUERO PLANEJAR A MINHA CARREIRA! Cadastre-se e tenha acesso a todas as nossas informações.

 
 

Não quero, obrigado.

Minha Crise dos 30 - Coaching para Biomédicos com Marcos Schott

Minha Crise dos 30

Ação , Autoconhecimento , Coaching , Motivacional | Por: | 19 fev 2016 | 0 Comentário

Hoje atingi a marca dos 30 anos de idade. Parecia que atingir isso estava muito longe do meu alcance. Teve gente que disse pra eu começar a me cuidar, pois agora já não sou mais um guri. Muitos dizem que o melhor da vida ainda está por vir enquanto outros me sugerem cuidar com a famosa crise dos 30.

 

Realmente, tenho que me cuidar. Não me considero mais um guri. Algumas coisas que fazia há anos atrás não parecem mais serem compatíveis com o meu atual eu. Meu metabolismo já não suporta mais altas concentrações de álcool acompanhadas de poucas horas de sono antes de um dia de trabalho. Mesmo com essa mudança metabólica, nunca me senti tão bem fisicamente. Pensando em de cuidar da minha saúde mental e física, já me antecipei. Aos 25 adotei o jiujitsu como meu esporte, minha filosofia, meu estilo de vida.

Mesmo sabendo que meus níveis séricos de testosterona tendem a baixar a partir de agora, nunca me senti tão homem. Homem no sentido de saber o que quero para minha vida e ter a capacidade de dizer não ao que não considero positivo para mim. Homem no sentido de saber da minha responsabilidade num contexto muito maior que o meu umbigo. Homem por já ter tomado muita pancada da vida e continuar me levantando. Homem por conhecer bem meus vários defeitos e qualidades e não tentar mais ser o que não sou.

Claro que a crise dos 30 é algo real que acomete muita gente. Ela bate na minha porta todos os dias, sempre com uma roupagem nova. Daqui a 10 anos ela vai se chamar crise dos 40. Cabe a mim a escolha de abrir a porta para ela entrar ou não. Tem dias que abro a porta e convido ela para entrar, afinal ela sempre traz boas perguntas para um diálogo interno. Deixo ela entrar, tomamos um café juntos, trocamos umas ideias, rimos juntos, choramos, planejamos. Deixo ela entrar, mas não a deixo sentar confortavelmente a ponto dela não querer mais ir embora.

Não sei se o melhor da vida ainda está por vir. Por ser um otimista (que beira a ingenuidade), sempre vejo o amanhã com bons olhos, mesmo que hoje eles possam estar salgados de lágrimas. Ao receber o carinho de tantas pessoas, percebo que a vida tem sido muito generosa comigo. Generosa, mas nem por isso fácil. Dona crise, foi um prazer recebê-la, mas tenho um compromisso com a melhor parte da minha vida!

Grande abraço

Marcos Schott

Criador do DPCB

QUERO PLANEJAR A MINHA CARREIRA! Clique aqui para começar AGORA!

COMPARTILHE


Sobre o Autor


Foto Autor

Marcos Schott

Minha missão de vida é ajudar pessoas a desenvolverem-se pessoal e profissionalmente e espero poder ajudar você também! [Saiba mais]

Paginação entre posts

Comentários


Deixe o seu comentário