Bem-vindos ao nosso blog!

EU QUERO PLANEJAR A MINHA CARREIRA! Cadastre-se e tenha acesso a todas as nossas informações.

 
 

Não quero, obrigado.

Entrevistas Com Biomédicos - Coaching para Biomédicos com Marcos Schott

Entrevistas Com Biomédicos

Autoconhecimento , Biomedicina , Carreira , Empreendedorismo | Por: | 2 mar 2016 | 0 Comentário

Parece que as aulas já começaram nesse semestre nas universidades e instituições de ensino de todo Brasil. Percebo isso pela quantidade de alunos de Biomedicina que precisam entrevistar um profissional da área, uma atividade super válida para quem está no início do curso. Me sinto honrado e muito feliz a cada novo contato, a cada pedido para participar dessas entrevistas.

Com o nascimento da Inquietos, nosso laboratório de empreendedores que oferece cursos, palestras e eventos acerca de empreendedorismo, comunicação e desenvolvimento humano, percebi algumas carências no atual sistema de ensino. Realmente, o modelo da era industrial não supre mais as necessidades do jovem e das pessoas que buscam crescimento. Percebo uma distância da realidade com a teoria, ainda mais quando começamos a estudar uma área que não faz parte da nossa rotina. Assim como aconteceu comigo ao ingressar na Biomedicina. Esse universo era algo distante da minha realidade de professor de inglês.

Uma maneira que os professores estão encontrando para diminuir esse distanciamento são as entrevistas com profissionais da área. Ter referências na área almejada é fundamental para podermos construir nossa ideia a respeito da mesma. A esses professores, meu sincero respeito. Acredito que o professor é uma das principais engrenagens para mudarmos o sistema de ensino. Os que percebem seu real papel, não o de ser fonte de conhecimento teórico apenas (pois para isso temos livros, Google, Scielo, entre vários outros portais e apps), mas o de despertar nos alunos um novo olhar, o poder de síntese, a capacidade de pensar e perceber o que não está escancarado, o de motivar e inspirar eles a serem o melhor que podem, direcionando suas capacidades. Esses professores são o início de uma mudança desse sistema já defasado.

Sim, para responder as entrevistas, demanda-se de tempo. Preciso focar minha atenção para cada nova pergunta, pensando em como posso fazer que minha experiência possa ajudar esses futuros profissionais da melhor forma. Assim como o professor que realmente quer gerar um impacto positivo nos seus alunos deve investir seu tempo para desenvolver dinâmicas, mapear fraquezas e propor algo novo. Para tal, temos que fazer algo a mais. Falamos sobre isso no texto "Aqueles 10%".

Uma das perguntas que mais me chamou atenção foi como aplicaria a seguinte frase na minha carreira: " Através de um microscópio, a janela para o mundo ".  Nunca tinha parado para analisar essa frase. Foi aí que percebi que temos que ter duas lentes, uma como um telescópio para ver mais longe e perceber coisas de fora, coisas que virão. A outra lente é a do microscópio, para se enxergar por dentro. Acredito que somos de dentro para fora. Meu trabalho é ajudar os biomédicos a despertarem um novo olhar, tanto deles, como pessoas e profissional, quanto do mercado.

Que mais entrevistas, conexões, esclarecimentos sobre a Biomedicina aconteçam. Desde os semestres iniciais até a vida profissional. Afinal, quem entrevista hoje pode ser o entrevistado amanhã. Só depende da gente.

Grande abraço,

Marcos Schott

Criador do DPCB

QUERO PLANEJAR A MINHA CARREIRA! Clique aqui para começar AGORA!

COMPARTILHE


Sobre o Autor


Foto Autor

Marcos Schott

Minha missão de vida é ajudar pessoas a desenvolverem-se pessoal e profissionalmente e espero poder ajudar você também! [Saiba mais]

Paginação entre posts

Comentários


Deixe o seu comentário